Zenith: provavelmente o melhor brunch do Porto

Vou-vos contar uma história. A história do dia em que, pela primeira vez, entrei no Zenith Brunch & Cocktails do NorteShopping e fiquei absolutamente rendida. Querem saber porquê? Venham comigo.

Eram 11h de uma quinta-feira fria e chuvosa de novembro. O dia apresentava-se cinzento e tristonho, nada convidativo a passeios. Mas numa tentativa de fugir à melancolia outonal, decidi convidar uma amiga para almoçar. O destino? O The CookBook, no NorteShopping.

Mal entrámos neste novo espaço, repleto de cores e movimento, fomos imediatamente transportadas para um dos típicos food markets da Europa. Mas depois veio a parte difícil: escolher onde comer. Confesso que, no meio de tanta oferta, fiquei indecisa… até o meu olhar se fixar na fachada do Zenith Brunch & Cocktails. A hora ainda não convidava ao almoço, mas, na verdade, qualquer hora é hora de brunch. Decidimos arriscar.

01_NSH_Zenith_FoodStorytelling-Artigo

Aproximámo-nos e imediatamente fiquei rendida com o que vi: a decoração do espaço, dominada pelas paredes em tijolo, pelos tubos e canos à vista e pelo ferro preto, faz lembrar o estilo industrial e leva-nos numa viagem até aos modernos cafés de cidades como Londres ou Nova Iorque. O chão e as mesas em madeira e as muitas plantas espalhadas pelo espaço tornam-no acolhedor e confortável.

Chegámos ao balcão e, aí sim, tivemos a verdadeira prova de fogo: decidir o que comer! Panquecas, eggs Benedict, smoothie bowls, açaí bowls, tapiocas, bagels, tostas… tinha tudo tão bom aspeto que se tornou quase impossível escolher! A solução? Escolhemos um bocadinho de tudo e partilhámos a refeição. Pedimos uma smoothie bowl de frutos silvestres que deixa qualquer um de água na boca, um bagel de salmão fumado irresistível e um prato que alguns poderão achar ligeiramente controverso: panqueca de francesinha! Tudo isto foi acompanhado por um delicioso sumo de laranja natural.

Apesar de termos muita vontade de desfrutar da esplanada, a chuva não o permitiu (mas fica já aqui a promessa de lá voltar num dia de sol). Ficámo-nos, por isso, por uma das muitas mesas do interior e sentámo-nos a contemplar tudo à nossa volta enquanto esperávamos pelo nosso delicioso “banquete”. A cozinha, desenhada quase como um open space, permitiu-nos espreitar, enquanto punhamos a conversa em dia, a preparação dos pratos e rapidamente pudemos desfrutar da nossa refeição.

02_NSH_Zenith_FoodStorytelling-Artigo

E querem saber o veredicto? Aquele que começou por ser um dia triste e cinzento, depressa se transformou num início de tarde alegre. A comida do Zenith não nos confortou só o estômago… trouxe-nos felicidade à alma e aqueceu-nos o coração, fazendo-nos esquecer, por momentos, a chuva que fustigava as janelas e o vento que soprava forte lá fora.

Publicação
04 de Dezembro de 2019
Categorias
Comida
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço