Watson confessa que “gostaria de fotografar Donald Trump”

Organizado, rigoroso e perfeccionista. Assim é Albert Watson, o fotógrafo de moda, celebridades e publicidade que um dia gostaria de fotografar o presidente Donald Trump. Saiba mais sobre o escocês, na última parte de uma entrevista que deu à boleia da exposição “Kaos”, para ver até 31 de agosto nas duas praças centrais do NorteShopping.

Recorda alguma situação engraçada que já tenha acontecido numa sessão fotográfica?
Sou bastante organizado e tento evitar qualquer imprevisto durante uma sessão. No entanto, uma vez, um rapper que ia fotografar era suposto chegar entre as 16h e as 17h e só chegou por volta das 17h20. E, ainda assim, disse-me que precisava de sair antes das 17h. Tive de lhe perguntar se era às 17h do dia seguinte… Bom, por mais profissionais e metódicos que sejamos podem sempre acontecer pequenas coisas engraçadas como esta.

Com quase 50 anos de carreira, quem é que ainda lhe falta fotografar?
Estou sempre interessado na próxima pessoa que vou fotografar. E há uma longa lista de pessoas com quem ainda espero trabalhar. Gostaria de fotografar o Donald Trump, por exemplo. Como fotógrafo, penso que ele é uma figura interessante.

 

São 30 as fotografias que pode encontrar na exposição “Kaos”, até 31 de agosto, distribuídas pelas duas praças centrais do NorteShopping. De 1973 a 2006, veja uma pequena cronologia do trabalho marcante de Albert Watson: dez fotografias, dez protagonistas, dez momentos diferentes.

 

Categorias
Cultura
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço