Silêncio: a exposição que pinta o Silo de luz e sombra

Uma nova exposição ocupará o Silo – Espaço Cultural durante um mês. É feita de pinturas, de silêncio e reflexão. A mostra que marca o regresso de Domingos Loureiro ao nosso Centro.

Silêncio. Apenas o som dos passos de quem percorre o Silo – Espaço Cultural e dos pensamentos que surgem ao admirar os trabalhos que agora preenchem o espaço. É este o objetivo do artista Domingos Loureiro com a nova exposição deste espaço no nosso Centro. “As imagens são o grito e o silêncio e, por isso, talvez seja necessária atenção para as escutar”, afirma.

Domingos Loureiro nasceu em 1977 e toda a sua formação foi feita com o objetivo de poder dar vida a telas. Licenciado em Artes Plásticas e mestre em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Desde então, os seus trabalhos já foram além-fronteiras, tendo deixado marca nos Estados Unidos da América, Japão, Bélgica, Suíça, Itália, Alemanha, entre outros, somando vários prémios no seu currículo. Destes, destaca-se o Prémio Dr. Gustavo Cordeiro Ramos, da Academia Nacional de Belas Artes, em 2013.

Agora – e não pela primeira vez – Domingos Loureiro traz ao nosso Centro uma exposição única e pessoal. Há mais de um ano, o artista trouxe ao Silo – Espaço Cultural a exposição “Paisagem – Corpo – Paisagem”, que pode recordar aqui. 

O dia 22 deste mês marca o regresso de Domingos Loureiro com a exposição “Silêncio” onde a paisagem é o elemento principal de inspiração e trabalho.

A mostra encontra-se dividida em dois grupos: no piso superior, a natureza montanhosa e campestre onde a luz espreita em cada pintura. No piso inferior, o urbanismo no seu lado mais sombrio.

Seja o campo ou a cidade, o seu ambiente favorito é certo que encontrará uma parte dos seus gostos numa das pinturas expostas.

Por isso não perca: de 22 de abril a 20 de maio, com entrada gratuita, visite o Silo – Espaço Cultural, no piso 0, junto ao parque infantil.

Publicação
20 de Abril de 2018
Categorias
Cultura
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço