Projeto STRIME é inaugurado no próximo sábado

O coletivo artístico “The FleetKollective” venceu a primeira edição do Concurso de Arte Pública do NorteShopping, com o projeto STRIME. A obra combina artes plásticas e digitais com design e performance.

O projeto STRIME foi o grande vencedor da primeira edição do concurso “A Performance e o Público”, lançado pelo NorteShopping, e será inaugurado no próximo sábado, pelas 18h45, no piso 0, no Silo–Espaço Cultural no Centro Comercial.

A obra é da autoria dos “The FleetKolletive”, um coletivo artístico que resulta da união de programadores, professores de arte, arquitetos, designers, produtores e artistas digitais. O nome surge como metáfora às tropas de mar representativas de uma nação e, neste caso, à arte como orgânica e manifesto, com diferentes formas de expressão, recorrendo a diferentes áreas de conhecimento.

O projeto combina artes plásticas e digitais com design e performance: TIME consiste na criação de uma instalação artística, dinâmica e interativa; STRING, uma obra artística resultante de um workshop e cujos resultados permitem construir uma obra de grandes dimensões com a colaboração da comunidade; e STRIME compreende o espetáculo de inauguração do trabalho vencedor – TIME + STRING = STRIME.

O concurso teve como objetivo encontrar uma solução criativa e inovadora para realçar a presença do espaço cultural enquanto galeria de arte no interior do centro

O projeto pode ser conhecido desde a sua parte analógica em que, através da String Art, foi construída uma obra artística colaborativa, na qual os visitantes puderam participar, no fim de semana passado, cruzando o tradicionalismo da técnica com o modernismo do espaço cultural. Já a parte digital, que tem como referência a obra da artista Alicia Eggert, consiste numa instalação artística que pretende mimetizar o conceito de tempo – através de um painel com relógios que formarão as palavras “Espaço Cultural”, duas vezes por dia, através do movimento dos ponteiros. Ainda durante a inauguração, no dia 09 de abril, pelas 18h45, haverá uma inédita ação de arte performativa, onde estará presente o body-mapping e interação digital – uma linha unificadora entre o espetáculo e a obra.

Os The FleetKollective receberam o valor de 15 mil euros, que incluí a remuneração dos artistas e de todos os recursos necessários à conceptualização, produção e implementação do projeto.

Ao todo, participaram 18 trabalhos. O júri do concurso foi composto pelo diretor do centro, João Fonseca; pelo especialista em Arte Pública, José Guilherme de Abreu; pelo Artista Plástico Paulo Neves; pelo diretor artístico, José Garcia Miguel e pelo curador e galerista do Silo-Espaço Cultural, Nuno Sarmento. Desenvolvido no âmbito da Política de Arte Pública da Sonae Sierra, este concurso teve como objetivo encontrar uma solução criativa e inovadora que viesse realçar a presença do espaço cultural, enquanto galeria de arte no interior do centro, interagindo com o público ao mesmo tempo.

Categorias
Cultura
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço