Carlota Rodrigues, a bailarina que dá vida às obras de Degas

Convidámos uma das mais bem sucedidas bailarinas da atualidade a desafiar-se em nome da arte – e aproveitámos para conversar com ela sobre a exposição “Edgar Degas. No Mundo do Ballet. Com a participação especial de Paula Rego e Helena de Medeiros”.

“My mind is art” (a minha mente é arte), dizia a t-shirt que trazia vestida quando chegou ao estúdio de dança. Carlota Rodrigues tem 22 anos, um talento imensurável e mais histórias para contar do que poderiam caber neste texto. A sua presença fez-se sentir assim que entrou na sala, poucos minutos antes da hora combinada, cheia de energia e entusiasmo pela magia que estava prestes a acontecer ali.

Foi antes de inaugurar no NorteShopping a exposição “Edgar Degas. No Mundo do Ballet. Com a participação especial de Paula Rego e Helena de Medeiros” que foram escolhidas quatro pinturas e uma escultura de Degas para serem fotografadas por Henrique Morais e interpretadas por Carlota Rodrigues. Para a bailarina, “o desafio era enorme, porque para poder representar estas bailarinas numa fotografia é preciso aplicar movimento”, explicou. “Passar a ideia de movimento enquanto estou numa posição estática é mais complicado do que parece.” Mas foi precisamente a dificuldade na execução que captou a atenção de Carlota.

A dançar (a sério) desde os seis anos, Carlota está habituada a superar-se. Estudou desde o ensino primário no Conservatório de Lisboa e aos 16 anos foi fazer um curso de curta duração em Nova Iorque; foi nessa altura que foi convidada por um dos seus professores para se mudar de malas e bagagens para a Rússia, para estudar no icónico Teatro Bolshoi – uma das principais e mais exigentes escolas de ballet do mundo. Além de todas as competências técnicas e do método de trabalho que absorveu naqueles mais de três anos, Carlota sublinha a ligação dos russos à arte, que lhe serviu de exemplo para a vida. “Para eles, a arte faz parte do dia a dia e é transversal na sociedade, está disponível a todas as pessoas, das mais ricas às mais desfavorecidas. Achei isso absolutamente inspirador.” E foi também por isso que este convite do NorteShopping tanto a inspirou.

“Fiquei super contente por ser o artista que é e as obras que são, mas principalmente por esta iniciativa acontecer num Centro e por poder chegar a toda a gente; acho que é fundamental levar a arte a todas as pessoas.” O NorteShopping, sendo um dos principais Centros da zona norte do país, é um ponto de passagem ou de encontro de milhares de pessoas diariamente e, nesse sentido, para esta jovem bailarina, o local ideal para expor arte. “E aqui temos várias formas de arte juntas, numa simbiose muito interessante.” É que Edgar Degas dedicou-se não só à pintura como também à escultura ou à gravura e, neste desafio lançado à bailarina Carlota Rodrigues e ao fotógrafo Henrique Morais, explora-se também a dança e a fotografia, fazendo nascer a partir da arte mais arte. “Todas as formas de arte estão interligadas e isso é que é engraçado neste projeto: nós estamos aqui a fotografar a partir das obras de Degas, Degas criou estas obras inspirando-se na dança das bailarinas, as bailarinas interpretaram através da dança uma música criada por outros artistas… Para mim, isto é fantástico.”

Fica então o convite para vir visitar a fantástica exposição “Edgar Degas. No Mundo do Ballet. Com a participação especial de Paula Rego e Helena de Medeiros”, patente no nosso Centro de 11 de abril a 30 de maio, e conhecer o resultado deste desafio lançado a Carlota Rodrigues. Atreve-se a entrar no mundo do ballet?

Categorias
Eventos
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço