Albert Watson: “Fotografar Steve Jobs foi especial”

O famoso fotógrafo escocês explica, na primeira pessoa, porque foi especial fotografar Steve Jobs e deixa ainda um pedido futebolístico ao público português. Conheça 30 das suas obras mais emblemáticas na exposição “Kaos” até 31 de agosto, nas duas praças centrais do NorteShopping.

O que sente em relação a ter o seu trabalho exposto pela primeira vez em Portugal e num espaço comercial?
Acho muito interessante existir uma exposição deste género num centro comercial, é uma forma de tornar a arte acessível a todas as pessoas. Espero que este seja um momento de diversão e entretenimento. Estou muito feliz pela exposição estar em Portugal, é sempre um país muito simpático.

Já alguma vez tinha estado em Portugal?
Sim, estive no Algarve há alguns anos e gostei muito.

Das 30 obras expostas no NorteShopping, qual é a mais especial para si?
Talvez a do Steve Jobs. Foi uma fotografia muito importante para mim porque o considero bastante carismático. Além disto, dei-me muito bem com ele, tivemos imediatamente uma boa relação, no final da sessão pediu-me para lhe mostrar o resultado e disse-me que foi provavelmente a melhor fotografia que alguém lhe tinha tirado. Na altura pensei que ele estava só a ser simpático mas mais tarde percebi que ele usou a fotografia na capa do seu livro e que a Apple usou a minha imagem no seu obituário, por isso calculo que tenha gostado realmente do meu trabalho. Foi um momento memorável e especial.

Quer deixar uma mensagem ao público português?
Sim. Aliás, tenho uma mensagem importante para o público português: podem convencer o Cristiano Ronaldo a jogar no Chelsea? Sou um grande apreciador de futebol, adepto do Chelsea e gostava imenso que isso acontecesse.

 

Conheça alguns exemplos de publicações onde as fotografias de Albert Watson são as protagonistas. 

Categorias
Cultura
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço