50 anos de muitos amores, corações maravilhosos e sedução que baste

Depois de 140 galardões de platina, ouro e prata, e até um de diamante por vender mais de um milhão de cópias com um único disco, Marco Paulo acaba de lançar uma edição especial para celebrar 50 anos de carreira.
Uma das suas músicas mais famosas será sempre “Eu Tenho Dois Amores”, mas a avaliar pelas fãs que encheram a Fnac, Marco Paulo tem bem mais do que dois amores e conhece (quase) todas pelo nome. E foram muitas as que fizeram questão de marcar presença no lançamento da “Edição Especial de 50 anos de Carreira”, uma caixa que inclui um livro biográfico autografado, um CD duplo com três músicas novas e ainda o DVD do concerto no Campo Pequeno, gravado a 10 de dezembro de 2016. Este espetáculo assinalou o início da digressão dedicada ao meio século de carreira e terá o seu auge um ano depois, a 2 de dezembro de 2017, na Meo Arena, uma das poucas salas onde ainda não atuou.
Com a casa cheia, havia pouca margem para dúvidas de que Marco Paulo é, de facto, um dos artistas mais emblemáticos do país. Ao longo dos seus 50 anos de carreira, recebeu 140 galardões de platina, ouro e prata, e até um de diamante por vender mais de um milhão de álbuns com a coletânea “Maravilhoso Coração” (1991). Um recorde em Portugal, que faz do cantor um dos poucos artistas com vendas superiores a cinco milhões de cópias.
Com uma carreira tão cheia poderia ser difícil escolher um momento particularmente feliz, mas “o rei”, como é chamado pelas fãs, não reconhece qualquer dificuldade nesta escolha: “Foram as duas vezes que cantei no Santuário de Fátima, na Capelinha das Aparições, para 100 mil pessoas. Aí comovi-me verdadeiramente e disse para mim: não é possível estar aqui onde os Santos Padres estiveram, onde milhares de pessoas vão e eu estou a cantar para aquela imagem que é adorada em todo o mundo! Esses foram os momentos que mais me marcaram. Mas bons foram todos!”
Veja o vídeo aqui.

Publicação
07 de Junho de 2017
Categorias
Cultura
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço